Category Archives: Preview

Um apanhado geral do Call of Duty Advanced Warfare

Hoje,  dia da revelação bombástica do novo Call of Duty, não teve festa; quase tudo já havia sido vazado: nome, arte da capa, trailer… o que sobrou foi a chamada “raspa do bolo”, com maiores detalhes da história e alguns elementos de gameplay. Mas a gente vai falar de tudo mesmo assim 😀 Continue reading

Watch Dogs alerta: seu PC é um cocô.

O pessoal não perdoa mesmo. A Ubisoft vacilou um pouquinho, colocando rapidamente na sua loja Uplay (retirando pouco tempo depois), e o pessoal da NeoGAF, sempre ligado, colocou no seu forum os requisitos para a versão de PC de Watch Dogs, um dos jogos mais esperados do ano. Aviso de antemão: a menos que você tenha um PC top, você vai chorar. Continue reading

preview gta v

GTA V chegou! – Preview parte 2

Saudações reais, galera! Hoje é o dia “oficial” de GTA V aqui no Brasil e vamos falar mais do game, principalmente do que muitos querem saber: “ok, já sabemos que teremos o game no PS3 e no XBox 360… mas e quanto às outras plataformas????”. Calma, pessoal, que hoje eu falarei sobre isso e muito mais pra vocês, na parte final do nosso preview de GTA V. Continue reading

GTA V está chegando! – Parte 1

Saudações reais, pessoal! Aqui estou eu para falar do game que deixa os players sedentos e as mães de cabelo em pé. Como prometido, o preview do Press A Key para GTA V está finalmente aqui, com informações, curiosidade e fotos e vídeos pra deixar você com ainda mais vontade de comprar o game no dia 19 desse mês (ou 17, para quem mora no resto do mundo – tem que ver direito esse negócio aí, Rockstar). Continue reading

God of War Ascension é “só” a cereja do bolo.

Sem sombra de dúvidas, a revelação (já esperada por alguns) bombástica do novo God of War retumbou nos quatro cantos do planeta e é o que vai ser falado por algum tempo. Também pudera: God of War talvez seja o exclusivo de maior sucesso do mundo dos games (ou está brigando ferrenhamente com o GoW do XBOX, o Gears of War, pra tal). Mas nada de perder o foco. Tem muito game bom que também está sendo anunciado por aí, beleza? As turbinas estão aquecendo e os anúncios começam a pipocar, galera: a E3 2012 tá vindo aí! Continue reading

Rift: Impressões

RIFTUm jogo com 1 milhão de assinaturas e ainda nem foi lançado. Esse é resultado de um campanha publicitária forte e organizada e de uma equipe de desenvolvimento (que parece ser) empenhada para tornar Rift o maior MMO desde a chegada do todo-poderoso World of Warcraft. Previsto para ser lançado amanhã, dia Primeiro de Março, nos EUA (ou 4 de Março, na EU), ele promete ser a “nova geração” dos RPGs Online. Por isso, nada mais justo do que tecer alguns comentários dessa empreitada.

Primeiramente, falemos um pouco da história. Infelizmente, a história é muito meio batida: está tendo uma guerra (nossa!) entre duas facções (Aliança e Horda Guardiões – em resumo, time dos que abraçam os deuses – e Desafiadores – em resumo, time dos que rejeitam os deuses) e, do nada (lógico), começam a aparecer alguns portais (ou fendas – em inglês, Rift) que levam a outros planos e deles saem seres estranhos e bizarros (UAU!) baseados nos elementos (Terra, Fogo, Vento, Água, Coração Vida e Morte). O legal é que, quando eu falei o “do nada, começam a aparecer…”, é literalmente DO NADA! Então, acostume-se a ter sua amada cidade atacada brutalmente enquanto você está do outro lado do mapa matando – provavelmente – plantinhas monstros ferozes. Sim, a história não me cativou muito, principalmente quando se tem WoW como comparação.

Uma coisa que agrada é a construção do personagem. Sua riqueza em customização é um tanto interessante (definitivamente, não tão legal quanto a criação de personagens em Champions Online), com muitas opções para você criar um personagem próximo do que você quer. Na minha opinião, o número de raças poderia ser maior, mas acho que todos já estão acostumados com aquele tipo de “três raças básicas, especializadas em agilidade, força e inteligência, que juntas combinam-se fatal e perfeitamente”. Ainda que essa mesmice me irrite, eu tolero. Até porque, em Rift, eles compensaram nas classes, pois você ser praticamente qualquer coisa, a partir de uma classe base – graças à boa e velha idéia das Build Trees, aperfeiçoadas por WoW e “copiadas”, a partir de então, por vários MMOs que vieram depois. A partir da build que você escolhe, você monta uma subclasse daquela classe, tal como uma classe de prestígio – os jogadores de RPG, principalmente D&D, devem me entender.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Cb6lcVBno3M]

Os gráficos são bem legais, muito bonitos e detalhados. Mas, como nós sabemos, gráficos exigentes têm uma demanda de hardware razoável, o que pode afastar algumas pessoas da satisfação de participar desse mundo.

Gráficos exuberantes e exigentes

Os requisitos do jogo são:
Especificações mínimas: Processador: Dual Core 2.0 GHz ou melhor; RAM: 2 GB; Espaço em HD: 15.0 GB; VGA: Nvidia GeForce FX 5900, ATI/AMD Radeon X300, Intel GMA X4500, ou melhor
Especificações recomendadas: Processador: Core 2 Duo 2.2 GHz ou melhor; RAM: 4 GB; Espaço em HD: 15.0 GB; VGA: Nvidia GTS 250 ou melhor (Desktop), ou Nvidia GTX 200M series ou melhor (Notebook)

Quanto à jogabilidade, não posso julgar, já que não joguei. Porém, os controles são basicamente os mesmos dos MMO de ação atuais – WoW, por exemplo -, então só fico devendo aqui a experiência de jogo. Fora isso, digo a vocês: Rift é um jogo promissor. Um mundo que parece valer a pena explorar, em meio a tantos títulos, gratuitos ou pagos, de MMO existentes no mercado. Agora, se essa “nova geração” desbancará o maior de todos, só o tempo dirá.

Outros previews em: MMORPG.com, GamePro, GamingHeaven