Especial diablo: A luta contra os três males primordiais

Diablo 2 deu continuidade à história de Diablo e firmou a série na vida de uma geração. O jogo foi desenvolvido pela Blizzard North, distribuído pela Blizzard Enterteinment e foi lançado apenas em inglês para PC e Mac em 29 de junho de 2000.

Após o sucesso do jogo anterior, Diablo 2 foi líder de vendas e aclamado pela crítica, entrando para o Livro dos Recordes de 2000 por ser o jogo de PC de venda mais rápida da história: mais de 1 milhão de cópias apenas nas duas semanas posteriores ao lançamento! Foi eleito Jogo do Ano pela Academy of Interactive Arts & Science e obteve notas acima de 8 pela Metacritic, GameRankings, Gamespy, IGN e Gamespot. Pouco mais de um ano depois, em 29 de agosto de 2001, Diablo 2 havia vendido mais de 4 milhões de cópias mundo afora.

Diablo 2 tinha classificação 16 anos no Brasil e na Europa e classificação M pela ERSB.

Diablo 2 tinha classificação 16 anos no Brasil e na Europa e classificação M pela ERSB.

Era possível jogar com cinco personagens diferentes, cada um com personalidades, habilidades e histórias distintas.

A Amazona vinha das ilhas dos Mares Gêmeos e pertencia a um clã rival ao das Rogues (rogues são um clã de arqueiras do qual se originou a Arqueira de Diablo 1), além de ter habilidades bem próximas à elas, com o adicional de poder usar javelins e lanças.

O Necromante era um personagem sombrio e pálido capaz de ressuscitar os mortos e controla-los conforme a própria vontade. Era adepto do Culto de Rathma e habilidoso com venenos e maldições.

O Bárbaro era originário do Monte Arreat e era um guerreiro habilidoso nas mais diversas armas, capaz até mesmo de utilizar duas armas ao mesmo tempo.

A Feiticeira vem do Oriente, de um clã de bruxas rebeldes que dominou o uso da magia em um cenário onde a magia era dominada por homens. Ela era extremamente eficiente no controle dos elementos e era capaz de causar grandes danos, além de se utilizar de magias de teleporte.

O Paladino era um adepto da Igreja de Zakarum e fez parte das forças que derrotaram o Rei Leoric em Diablo 1. Chamado por muitos de Zelote, ele empunhava as forças da Luz e era eficiente em conceder benefícios a aliados, derrotar mortos-vivos e era o único capaz de usar o escudo para causar danos. diablo-2-0001-wallpaper

Diablo 2 trouxe consigo 3 dificuldades de jogo: Normal, Nightmare (Pesadelo) e Hell (Inferno). Para acessar as dificuldades Nightmare e Hell era necessário zerar o jogo na dificuldade anterior. A dificuldade, o drop e a qualidade dos itens aumentava conforme se aumentava a dificuldade.

Dentro do jogo era possível encontrar shrines, pequenos templos espalhados pelos mapas que davam ao personagem alguma bênção ou alguma gema (ou melhorava as gemas que o personagem já tinha). Era possível encontrar charms, itens mágicos que aumentavam características específicas do personagem enquanto estivessem guardados em seu inventário; e itens únicos e itens de conjunto (itens set), que eram bem mais difíceis de cair, mas eram também bem mais poderosos que os outros itens mágicos.

O novo jogo trouxe também o modo de jogo Hardcore, onde os monstros tinham mais pontos de vida e eram mais fortes, mas onde o drop de itens era dobrado. Porém, quando o personagem morria, ele morria mesmo, e os itens que estavam com ele eram perdidos (ou levados pelos membros do grupo que estivesse jogando com ele). Esse modo de jogo foi um sucesso absoluto.

O jogador era levado a conhecer a história durante o jogo a partir das memórias do louco Marius, um humano desafortunado que seguiu o Viajante Sombrio em sua jornada para o leste e além.

A História 

Após derrotar Diablo e fincar a Pedra das Almas em si mesmo, o Guerreiro segue caminho a partir de Tristram em direção ao oriente. Apesar de sua índole e força de vontade, o bravo herói sucumbe aos poucos aos domínio do Senhor do Terror e sua aparência e comportamento tornam-se cada vez mais sombrios. Por onde ele passa surgem demônios e uma trilha de sangue, terror e destruição é deixada para trás e ele passa a ser conhecido como o Viajante Sombrio (Dark Wanderer).

"The Dark Wanderer", imagem vencedora da categoria Fan-Art da Blizzcon 2009.

“The Dark Wanderer”, imagem vencedora da categoria Fan-Art da Blizzcon 2009.

Em seu caminho para encontrar e dar fim à origem de toda essa destruição, um grupo de heróis é levado a combater dois dos quatro Males Menores: Andariel, Dama da Agústia e Duriel, Senhor da Dor. Os heróis descobrem que Mephisto corrompeu os integrantes da Igreja de Zakarum, fazendo com que eles quebrassem sua Pedra das Almas em sete partes e o libertassem de sua prisão. Para piorar,  Marius retira a Pedra das Almas de Baal do corpo de Tal Rasha e liberta o Senhor do Destruição.

O Viajante sucumbe, então, ao domínio de Diablo e o Senhor do Terror recupera seus poderes e assume sua forma demoníaca. Diablo retorna ao Inferno, enquanto Baal segue para o norte e Mephisto fica em Santuário protegendo o portal para o Inferno.

Os heróis derrotam Mephisto e chegam à fortaleza Pandemonium, onde encontram Tyrael, que os impele a destruir a Pedra das Almas do Senhor do Ódio na Hellforge, tornando impossível a Mephisto se manifestar novamente no mundo mortal. A fúria liberada na destruição da Pedra é enorme e é sentida por Diablo;  a batalha contra ele é feroz. Porém, o Senhor do Terror também sucumbe perante o poderio do grupo de heróis e também tem sua Pedra destruída na Hellforge.

Ato 1

O Acampamento das Rogues é um frágil campo de defesa criado pela Irmandade do Sightless Eye depois que elas foram expulsas de seu monastério pelos demônios que surgiram após a passagem do Viajante Sombrio.

Segundo Akara, o Acampamento das Rogues é um campo de paredes frágeis.

Segundo Akara, o Acampamento das Rogues é um campo de paredes frágeis.

Assim que os heróis chegam ao acampamento eles são recebidos por Warriv, um viajante dono de uma caravana, e ele lhes fala sobre Tristram e sobre o Viajante Sombrio.

O herói precisa ir à cidade de Tristram e lá encontra e resgata o velho sábio Deckard Cain. Ao longo do jogo, assim como ocorreu no primeiro jogo da série, Cain irá seguir os heróis, identificar seus itens e lhes fornecer valiosas informações acerca da história de Santuário.

As Rogues solicitam aos heróis ajuda para derrotar uma criatura poderosa que está corrompendo suas arqueiras e revivendo as mortas. O nome dela é Blood Raven e ela é a Arqueira que lutou contra Diablo no primeiro jogo da série. No final do primeiro jogo, todos os três personagens eram mostrados executando a mesma ação: fincando a Pedra das Almas de Diablo em sua própria testa. Entretanto, só havia uma Pedra das Almas de Diablo, portanto, apenas um deles “realmente” estaria com ela. Assim foi que a Blizzard adotou o Guerreiro como o real portador da Pedra e o Mago e a Arqueira se tornaram veteranos na batalha contra Diablo, mas que foram enlouquecidos e corrompidos pelo poder do mal.

No último nível do Monastério os heróis enfrentam e derrotam Andariel, a Dama da Angústia, um dos quatro Males Menores.

Os quatro Males Menores são Andariel, Dama da Angústia; Duriel, Senhor da Dor; Azmodan, Senhor do Pecado; e Belial, Senhor da Mentira. Eles são mais fracos que os três Males Primordiais e ficam logo abaixo deles na hierarquia do Inferno Ardente.  Foram eles, reunidos, que derrotaram os Males Primordiais no Inferno e os exilaram no mundo mortal.

Ato 2

Os heróis seguem a trilha do Viajante Sombrio e acompanham Warriv à cidade de Lut Gholeim, uma cidade desértica, comercial, enorme e rica.

A rica cidade de Lut Gholein, localizada no deserto de Anaroch.

A rica cidade de Lut Gholein, localizada no deserto de Aranoch.

 Ao passar por Lut Gholein, Diablo faz o possível para atrasar os heróis. Ele ressuscita um antigo mago mumificado Horadrim, Radament, e os heróis precisam derrota-lo, pois ele está nos esgotos da cidade e a está ameaçando. Com a derrota de Radament, o grupo adquire o Horadric Scroll, um pergaminho que possui informações acerca da tumba de Tal Rasha, o antigo líder Horadrim que selou em si mesmo a Pedra das Almas de Baal.

Os heróis seguem em busca dos itens mágicos necessários para fazer o Horadric Staff, o cajado que é a chave para abrir a tumba de Tal Rasha. É nesse ponto que o personagem adquire o Horadric Cube, item extremamente útil capaz de transmutar runas e outros itens (além de conceder espaço extra).

Então surgem problemas no palácio de Lut Gholein. Um mago veterano na guerra contra as forças de Diablo foi corrompido pelo poder demoníaco e agora está no Santuário Arcano. Esse mago, conhecido como Summoner, é ninguém menos que o mago do primeiro jogo, que sofreu a mesma adaptação da Blizzard que a Blood Raven.

Na tumba, os aventureiros descobrem que Baal está livre novamente e enfrentam Duriel, o Senhor da Dor, ordenado a retardar os heróis em sua jornada (provavelmente como punição por ter traído os Males Primordiais anteriormente). Em seguida eles libertam Tyrael, o Arcanjo da Justiça, que foi derrotado e aprisionado pelo Viajante Sombrio. Ele urge para que os heróis sigam para Kurast, o próximo ponto de passagem do Viajante.

Ato 3

Eu vou abrir um parêntese aqui para manifestar a minha opinião sobre esse Ato: eu o odeio! Aliás, acredito que uma quantidade absurda de gente sinta o mesmo que eu. Um amigo meu disse algo mais ou menos assim: “convenhamos que todo mundo entrava na net para pedir o Waypoint do Travincal e terminar logo aquela desgraça”. Então, se você algum dia for jogar Diablo 2, esteja avisado que não há amor no Ato 3.

As docas da cidade de Kurast são uma pequena fração da grandiosa cidade de densas florestas.

As docas da cidade de Kurast são uma pequena fração da grandiosa cidade de densas florestas.

Em sua tentativa de retardar o avanço dos heróis, o Viajante Sombrio corrompe até mesmo a fauna local de Kurast. Ao chegar às docas de Kurast é possível ver como está difícil para os residentes sobreviverem aos ataques da densa floresta ao redor da região. Meshif, o barqueiro que levou os heróis de Lut Gholein a Kurast Docs, pede que o grupo salve sua terra-natal. A magia que protege a cidade está enfraquecendo, mas Ormus, um mago, pode fortalece-la se tiver em mãos a Gidbinn, uma adaga sagrada da antiga religião Skatsim.

Cain informa aos heróis que os antigos magos Horadrim aprisionaram o Senhor do Ódio dentro das torres que se localizam no templo da cidade sagrada de Travincal. A única maneira de adentrar a prisão de Mephisto é destruindo o Compelling Orb. Esse foi o artefato usado por Mephisto para controlar os sacerdotes de Zakarum e corrompê-los. A orbe só pode ser destruída com a Khalim’s Will, uma flail (maça de guerra) única. Os heróis partem em busca dos artefatos necessários, porém, para adquirir a flail, é necessário derrotar aqueles que disseminaram o mal do Senhor do Ódio na cidade de Kurast. Os heróis combatem o Alto Conselheiro de Zakarum e recuperam a flail, transmutando-a no Horadric Cube junto com os outros artefatos e dando forma ao Khalim’s Will. Com o artefato em mãos, os heróis destroem o Compelling Orb e seguem apressados, pois Diablo e Baal já estavam no templo de Kurast.

Os Senhores do Terror e da Destruição finalmente libertam seu irmão Mephisto e abrem um portal para o Inferno Ardente. Baal segue para o norte, mas Diablo se encaminha para o Inferno Ardente afim de ter sua vingança contra Azmodan e Belial. Mephisto ficou no templo para derrotar os heróis, mas é ele quem sofre a derrota. Os aventureiros tomam posse da sua Pedra das Almas e adentram o portal para o Inferno.

Ato 4

Pandemonium_Fortress_jigsaw Quando os heróis adentram o portal para o Inferno após derrotar Mephisto, eles são transportados para Pandemonium, uma fortaleza criada pelos anjos como um posto avançado do Paraíso Celestial dentro do Inferno Ardente. Lá eles encontram Cain e Tyrael e o arcanjo lhes pede para destruir o recipiente que aprisiona a alma de Izual, um anjo poderoso que foi derrotado na batalha pela Hellforge.

Quando é libertado, Izual diz aos heróis que foi ele quem informou os Males Primordiais sobre o poder das Pedras das Almas e que os demônios estavam atrás desse poder. Sabendo disso, Cain urge para que a Pedra das Almas que aprisiona Mephisto seja destruída na Hellforge. Porém, para obter o martelo utilizado na Hellforge e chegar a ela, os heróis derrotam antes Hephasto, O Armeiro. Então a Pedra das Almas de Mephisto é destruída.

Nada mais impede o caminho dos aventureiros até Diablo. Eles encontram Hadriel, um anjo que esteve observando Diablo em seu Santuário do Caos, e ele os informa que o Senhor do Terror ainda não atingiu seu poder máximo após possuir o Viajante Sombrio. É necessário que os heróis ativem os cinco selos do Santuário do Caos e enfrentem três demônios poderosos para só então enfrentar Diablo.

O Santuário do Caos era o reduto do Senhor do Terror no Inferno Ardente.

O Santuário do Caos era o reduto do Senhor do Terror no Inferno Ardente.

Assim como feito com Mephisto, a Pedra das Almas de Diablo é destruída na Hellforge, como é mostrado no epílogo do jogo. Porém, Baal, o Senhor da Destruição, ainda está livre.

Lord of Destruction

A expansão Diablo II: Lord of Destruction foi lançada em 29 de junho de 2001 e um ano depois já havia vendido mais de um milhão de cópias, se tornando a expansão de jogo de venda mais rápida da história.

diablo 2 expansão cover

Entre outros adicionais como itens únicos e novos monstros, Lord of Destruction trouxe um novo ato (e mais história) e dois novos personagens.

A Assassina é membro de uma ordem criada pelos antigos Horadrim que tinha como objetivo caçar magos corrompidos. Elas eram peritas em artes marciais e no uso de armadilhas.

Os Druidas eram uma raça de guerreiros nômades. Seu contato direto com a natureza permitiu seu entendimento e controle, tornando-os capazes de dominar bestas e até de se transformarem em uma. É o personagem mais diferente do jogo se comparado aos outros.

O Druida e a Assassina foram os dois novos personagens adicionados na expansão.

O Druida e a Assassina foram os dois novos personagens adicionados na expansão.

Ato 5

Baal seguiu para o norte, para Harrogath, a terra dos Bárbaros. Harrogath é uma cidade de muralhas de pedra que fica na base do Monte Arreat. O Senhor da Destruição seguiu para lá com o único intuito de corromper a Pedra do Mundo (Worldstone) e permitir que demônios (e anjos) entrassem em Santuário com maior facilidade.

Harrogath, a cidade dos Bárbaros.

Harrogath, a cidade dos Bárbaros.

Baal chega à cidade muito antes do heróis, de modo que cidade está sitiada quando da chegada do grupo e eles devem destruir as catapultas que assolam as muralhas.

Dentro das muralhas, os heróis descobrem que uma jovem e poderosa alquimista chamada Anya está desaparecida desde a noite anterior à chegada dos aventureiros. Da última que vez que ela foi vista ela estava conversando com Nihlathak, um necromante que tem sua própria versão sobre o desaparecimento de Anya. A alquimista é encontrada e informa aos heróis que Nihlathak fez um acordo com Baal. Para salvar a cidade, ele vai entregar ao Senhor da Destruição o maior símbolo sagrado dos bárbaros, a Relíquia dos Anciões, que permite ao portador caminhar pela montanha sem ser percebido. Os heróis se apressam em busca do traidor e o derrotam, mas a Relíquia já havia sido entregue e Baal e ele já havia subido a montanha.

O grupo, então, ruma ao topo da montanha para encontrar Baal que já estava na câmara da Pedra do Mundo, o monólito que havia dado origem a todas as Pedras das Almas. A câmara da Pedra do Mundo era o lugar mais sagrado para o povo Bárbaro e era guardado pelos Anciões: estátuas gigantes de pedra que tomaram vida com a chegada dos heróis. Apenas os mais bravos era permitidos adentrar a câmara e essa avaliação era feita pelos Anciões em uma feroz batalha. Finalmente os Anciões avaliam os heróis como dignos e permitem sua passagem para a câmara da Pedra do Mundo, onde está Baal. Após uma batalha difícil, os heróis conseguem derrotar o Senhor da Destruição, porém, a Pedra do Mundo já havia sido corrompida. Tyrael, o Arcanjo da Justiça, pondera então que é melhor um mundo sem a Pedra do Mundo que um mundo corrompido e então lança sua espada contra a Pedra do Mundo destruindo-a em uma enorme explosão. Santuário estará a salvo… por enquanto.

[youtube src=”https://www.youtube.com/watch?v=7LhaXh6xAR0″]