Especial E3 2012: Conferência da Nintendo

Bem vindos de volta, pessoal. Hoje, pra terminar de falar sobre as conferências que rolaram na E3 desse ano, é o dia da Nintendo e seu Wii U. Embora a apresentação tenha falado também das novidades para o Nintendo 3DS, o foco do evento foi mesmo o que vai rolar de games para o novo console.

Shigeru Miyamoto

Shigeru Miyamoto

A apresentação começou com o todo-poderoso Shigeru Miyamoto, uma das maiores personalidades do mundo dos games e figurinha carimbada no evento, mandando ver no seu inglês cheio de sotaque. Como ele ainda não tem domínio sobre a língua, seu fiel escudeiro Bill Trinen estava lá para repassar ao público o que Miyamoto dizia. Eles, sem grandes delongas, começaram a falar sobre o primeiro game da conferência, Pikmin 3, a terceira edição do jogo que surgiu lá pra 2001, ainda no Gamecube. O game em si, como alguns de vocês já devem conhecer, pode parece ser meio infantil, mas é um divertido game de estratégia, com uma jogabilidade bem ao estilo da série Overlord (na verdade, o oposto, já que Pikmin é mais antigo). Embora ele não seja muito empolgante, cumpriu o papel de mostrar as funções básicas do controle.

Então, subiu ao palco outra figura conhecida: Regis Fils-Aime, presidente da Nintendo of America, cumpriu o seu já conhecido papel de apresentador e anunciou que o foco iria mesmo ser os games para o Wii U, sem esquecer do 3DS, claro, e a revelação dos serviços confirmados, como o Youtube, o Netflix e o Amazon Video. Como ele disse, “23 jogos serão exibidos em uma hora de conferência” e assim foi feito, vários como somente uma menção, infelizmente. Foi “confirmado” também que o console suportará dois controles, o que seria um espanto se fosse o contrário, e a possibilidade do modo jogabilidade assimétrica (asymmetric gameplay), o grande trunfo do videogame, onde cada jogador tem uma visão própria do game, a partir dos seus objetivos.

Voltando aos games, o novo Super Mario Bros.U foi apresentado ao público, sendo que ele é bem parecido com os diversos títulos da série. Depois, veio Batman Arkham City Armored Edition, uma versão do game repaginada para utilizar melhor os recursos do controle. O game em si é basicamente o mesmo, diferindo nos controles e na jogabilidade, que são legais e dão uma maior profundidade na interação com o jogador. Também foi mostrado o Scribblenauts Unlimited, um puzzle game que também terá versão para o Nintendo 3DS.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=TRr6JG15RK4&feature=plcp]

Outros jogos confirmados na apresentação foram Darksiders 2, Mass Effect 3, Tank! Tank! Tank!, Tekken Tag Tournament 2, Trine 2 Director’s Cut, Ninja Gaiden 3: Razor’s Edge, Aliens Colonial Marines e, claro, o Wii Fit U, cujo gênero é a nova “moda” entre os consoles com o recurso de captura de movimentos, até porque dá muito dinheiro. Não esqueceram também do gênero musical, exibindo assim o trailer do projeto SiNG, um game de karaokê que utiliza o “tablet” para exibir as letras das músicas.

Começando a sessão Nintendo 3DS, Scott Moffitt, vice-presidente executivo de vendas e marketing da Nintendo of America, subiu ao palco pra falar das novidades para o portátil. Pra começar, o novo game 2D do Super Mario (Super Mario Bros. 2), que sai dia 19 de agosto. Depois, foi a vez de Paper Mario Sticker Star, que agora foca nos adesivos (como o nome deve sugerir), e Luigi’s Mansion Dark Moon, o divertido game de caça-fantasmas protagonizado pelo irmão do Mario, além de Castlevania Lords of Shadows – Mirror of Fate, Disney Epic Mickey: Power of Illusion, Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance e Lego City Undercover, mais um divertido game da série Lego, onde você é um policial que utiliza recursos como disfarces e scanners para localizar e prender os malfeitores.

Eis que Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, apareceu para mostrar o resultado da evolução e inovação da desenvolvedora também no Wii U. Para ajuda-lo, Xavier Poix (Ubisoft French) veio apresentar o Just Dance 4 (que parece que ninguém deu a mínima em nenhuma conferência, já que nenhum detalhe ou inovação foi mostrada do jogo) e o ZombiU, o game mais esperado para o console. De fato, os gráficos e o modo como ele utiliza todos os recursos do controle aumenta consideravelmente o grau de imersão no jogo. Não é à toa que foi o mais aplaudido da conferência. Também foram citados os games da Ubisoft já mostrados na conferência da desenvolvedora: Assassin’s Creed 3, Rayman Legends, Avengers Battle for Earth, etc.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=41zSk_nWTWM&feature=plcp]

Para encerrar a apresentação, o Nintendo Land, que é um game que mais parece um parque de diversões temático que reúne os jogadores presentes no Miiverse, um novo sistema de comunicação direcionado aos jogadores de todo mundo (ou seja, uma rede social), podendo, dessa forma, desafiar, conversar e partilhar experiências com outros jogadores. O Nintendo Land vem com doze games temáticos, cada um com modos single e multiplayer, e fazem uso do asymmetric gameplay. Alguns dos games confirmados no Nintendo Land são Legend of Zelda: Battle Quest, Luigi’s Ghost Mansion e Donkey Kong Crash Course. Uma ideia até interessante, mas não muito empolgante.

Nintendo Land

Nintendo Land: o novo parque temático do Miiverse

Destaques da apresentação: a apresentação da jogabilidade assimétrica, sem dúvidas, é o “algo a mais” do Wii U, mas que ninguém sabe se será o suficiente para convencer os gamers de ter o console em casa. Se depender do que o Batman Armored Edition e, principalmente, o ZombiU exibiram, vai ter muita gente nas lojas para comprar o videogame, sim.

Problemas da apresentação: desde o ano passado, quando foi exibido pela primeira vez o Wii U, a Nintendo foi alvo de muitas críticas a respeito do console. Após essa apresentação, algumas bocas foram caladas, mas o Wii U ainda não empolga nem a crítica especializada e nem os gamers. A Nintendo, pelo jeito, ainda vai ter que lutar um bocado pra convencer de que seu console é mais do que um controle que parece um tablet (ou um tablet que parece um controle).

Comments