Tag Archives: hon

Hora de baratear!

HoNWoW

Um novo tempo está chegando, um tempo que todos sonhávamos, especialmente nós, brasileiros. O tempo em que finalmente poderemos jogar aqueles títulos divertidos por preços menos exorbitantes (menos exorbitantes é diferente de baratos).

A primeira onda é o game Free 2 Play, que são jogos que foram lançados (ou ficaram assim no meio do caminho) “livres para jogar”, ou seja, não precisa pagar para jogar. Jogos assim geralmente surgiam quando eram lançados com nenhuma ou pouca pretensão, não querendo concorrer com os grandes títulos. Infelizmente, esses nunca foram muito especiais (ao meu ver), pois sempre faltava um quê a mais na diversão ou jogabilidade. São divertidos, mas seu fator replay não é alto.

Todavia, games mais promissores e com maiores pretensões estão se tornando F2P. A concorrência com grandes títulos virou uma nova ambição, proporcionando uma maior qualidade para esses. Foi dessa forma que jogos como Champions Online (tentando pegar um mercado que o alto valor de DC Universe Online não consegue pegar) ou Heroes of Newerth (acirrando a concorrência direta com o famoso DotA) tornaram-se Free 2 Play, além de outros títulos que colocam suas versões multiplayer disponíveis. Esses jogos também “forçam” os novos jogos que também têm a pretensão do F2P a surgirem com maior qualidade, seja gráfica, em jogabilidade e/ou em diversão.

Mas por que eu simplesmente não os chama de “gratuitos”? Eu considero gratuito aquele jogo que você não paga nada e tem liberdade total no jogo, e um Free 2 Play não é assim. Você o acessa gratuitamente, mas diversas vantagens são dadas a quem paga, seja por itens, armas, heróis ou pelo próprio jogo em si. Não estou dizendo que considero isso errado; pelo contrário. Um game envolve muito esforço e dedicação e merece ser recompensado por isso. O que estou dizendo é que essas vantagens a quem paga tornam o jogo um tanto desbalanceado; pessoas com dinheiro têm heróis mais fortes, com equipamentos mais poderosos e etc. Então, não posso considerar gratuito títulos cujos itens não estão disponíveis a todos.

Esse efeito também afeta os “intocáveis”. O MMO pago mais jogado do mundo World of Warcraft já anunciou que virá para o Brasil com preços bem módicos, com R$15 a mensalidade. A estratégia de expandir os horizontes da empresa, englobando o mercado nacional, que já gasta o dobro ou até o triplo disso por mês, também deve dobrar ou triplicar em números, pegando também os jogadores F2P brasileiros e brecando um pouco o avanço desses títulos em mercados emergentes e bastante promissores. Afinal, competir com uma gigante desse porte é sempre complicado.

Mas esse eixo também está balançando também as fabricantes de aparelhos. O corte nos preços do Nintendo 3DS já tem dado bons resultados, e arrasta, dessa forma, a venda dos softwares.  A Ubisoft, por exemplo, anunciou na Gamescon que o barateamento do aparelho afetou também as vendas de títulos da desenvolvedora, o que proporciona uma maior “união” entre as fabricantes. A Sony também fez uma “promoção” (que deve encerrar dia 30 de agosto) que abaixa o valor do PS3 no mercado brasileiro de R$1500 para R$1300 (versão de 160GB), e revelou há poucos dias que o valor do PS3 cai de $299 para $249.

Isso tudo tende a virar um “ciclo” do mercado. Consoles ficam mais baratos e vendem mais. Ao vender mais, mais títulos podem ser comprados, possibilitando a produção de novos e melhores títulos, com novas tecnologias, acarretando em uma evolução também dos equipamentos. Além disso, faz com que novos jogos e desenvolvedoras surjam com o objetivo de competir com os grandes e, embora nem sempre consigam brigar, ainda conseguem fazer jogos de qualidade, que podem ou não virar F2P para atingir um mercado maior. Ao virar F2P, outros jogos que são montados para seguir essa filosofia precisam ser melhorados para competir mais forte e saem com mais qualidade. Jogos F2P podem até desbancar alguns jogos pagos, fazendo com que esses fiquem mais baratos e outros jogos sigam essa filosofia para não perder o poderio no mercado, e por aí vai. Como eu disse, isso TENDE a virar um ciclo; não é uma regra. Porém, ao menos um pouco disso vira verdade e proporciona a todos nós a possibilidade um pouco mais real de termos finalmente um mercado mais barato e competitivo no ramo dos jogos e consoles.

Então, fabricantes de equipamentos e desenvolvedoras de jogos, notem o crescimento do Free 2 Play. Apoiem a disputa de mercado. Barateiem seus produtos. Nós, gamers, agradeceremos (e compraremos) MUITO.

Curtinhas 005

Pois é… muito tempo sem postar dá nisso… Um monte de notícia acumulada e eu sem tempo de contar as boas (e más) novas pra vocês. Mas nem pensem que ficarão sem novidades, pois vou dar-lhes aos montes hoje. O “Curtinhas” está de volta para informar-lhes muito em pouco tempo. Se o Game Up da ESPN informa em apenas 15 minutos, eu posso fazer um apanhado bem legal também, mas acho que em um pouco mais de tempo :x. Então, GO GO GO!

Dragon Age II não pode mais ser comprado na Steam, o que era esperado por mim assim que a DLC DAII: Legacy fosse lançada. Explico: depois daquela historinha que lhes contei no post anterior a respeito da EA x Steam, já que a EA não deixa vender nada que fuja do controle de suas maozinhas e a Steam exige a permissão de todo conteúdo de um game ser vendido no seu site, assim que saísse um “extra” de DAII, a Steam pararia de vender o jogo, já que Dragon Age II e EA “tão tudo unido”. Afinal, se não dá pra vender tudo, né… Enquanto isso, os rumores de que Battlefield 3 nem vai pintar pela Steam continuam.

Também comentado no post anterior, o processo da Namco em cima da CD Projekt Red já faz sua primeira “vítima”. Foi confirmado o adiamento de The Witcher 2 para XBOX360 para ano que vem somente, de modo que eles possam resolver esse probleminha com a Namco Bandai e melhorar algumas coisas para a versão do console. O jeito é esperar (ou comprar a versão pra PC).

Mas se você não quiser gastar uma boa grana na versão de The Witcher 2 pra PC, alegre-se, pois Heroes of Newerth agora é F2P, ou seja, de graça. O jogo de estratégia, “irmão menor” do tão famoso DotA e que já era relativamente barato, agora está aberto para todo mundo que quiser jogar. Mas não se aflija, ó pagador, pois você terá vantagens sim. Agora existem três tipos de contas: a básica, que tem um limite de heróis por dia pra jogar, a Verified, pro povo que gasta uma graninha já pra ter algumas vantagens a mais, além do povo que já joga há algum tempo, e a Legacy, que tem acesso a todos os heróis do jogo. Eu já fiz minha conta :).

Falando em DotA, o primeiro campeonato de DotA 2 foi finalmente anunciado e se dará na Gamescon, entre os dias 17 e 21 de Agosto, lá na Alemanha. Dezesseis times concorrem ao espantoso prêmio de UM MILHÃO DE DÓLARES!!! Cara, por que eu fui inventar de jogar DotA pra me formar?

KoF XIII Saiki

Saiki

Se seu negócio é muita porrada, KOF XIII já mostra algumas novidades. Primeiro, é uma super OST com 4 CDs, meio que uma compilação musical dos 18 anos de história do jogo – que deverá ter clássicos como Esaka e Tears, claro, para alegria e de mais alguns amigos -, para quem já encomendar sua versão para PS3 ou XBOX360 na pré-venda. Ontem, foi revelado Saiki, um dos novos personagens dessa edição (imagens abaixo). Saiki é um ancestral de Ash Crimson que volta do inferno – é impressão minha ou a história de KoF tá totalmente noiada há algum tempo? Espero que essa nova versão não me deixe com ainda mais saudades do King of Fighters 98 – e estará junto de outros personagens já confirmados, como Billy Kane, Maxima e Mai Shiranui, aparecendo nos 11 modos do jogo: Story, Online, Survival, Trial, Time Attack, Practice, Arcade, Tutorial, Replay, Customize e Gallery.

Enquanto isso, a acirrada briga entre FIFA 12 e Pro Evolution Soccer 2012 continua. PES anunciou finalmente sua data de lançamento, ao menos para as versões PC, X360 e PS3. Como não podia deixar de ser, a Konami anunciou que o lançamento do jogo será no dia 27 de Setembro, exatamente no mesmo dia que sairá FIFA 12 nas lojas. Isso é que eu chamo de audácia. Para sentir um pouquinho do que está por vir, aqui está um vídeo bem bacana que dá uma idéia do gameplay.

E só pra alimentar os fãs do homem-morcego (e o ódio que podem estar de mim com tantas novidades sobre seu novo game), o vídeo do sr. Oswald Cobblepot em Batman Arkham City pode ser desfrutado mais abaixo. Enjoy!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=NikGSAU5VwA]